Guia de viagem: Como curtir Nova York com crianças?

Nova York com crianças: desafios e diversão!

Estêvão conheceu Nova Iorque aos quatro meses de idade. E eu realizei meu maior sonho. Eu estava no fim da licença maternidade. E com quase seis anos de casamento ainda não tinha feito uma viagem assim tão significante e extensa.

Nesse momento até passou pela minha cabeça que, se eu não viajasse para Nova Iorque naquele instante, eu nunca mais iria. Neste post contarei os detalhes e fornecerei dicas de planejamento para curtir Nova York com crianças.

O Destino

Sempre sonhei em conhecer a “capital do mundo”, e fazer enxoval de bebê lá, nem se fala! Entretanto, não foi possível eu viajar durante a gravidez e fazer o enxoval nos estados unidos como sonhara.

E assim que Estêvão nasceu toda aquela mudança que ocorre na vida das recém-mamães já tinha me acontecido. E com isso conclui que seria mais fácil nossa família enfrentar uma viagem tão extensa assim naquele momento ou então, daqui a muitos anos.

Então entrei de cabeça. Em poucos dias fomos comprar as passagens e organizar tudo. Na verdade eu ia realizar dois sonhos. Conhecer Nova Iorque e ainda comprar enxoval importado para o Estêvão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O planejamento

Eu me informei de tudo que poderia acontecer na viagem, principalmente no translado que poderia afetar o Estêvão, afinal era um bebê de quatro meses! A viagem era longa. Foram quatorze horas de viagem e em quase sua totalidade na madrugada!

Levamos uma mala vazia (para as compras!), uma mala grande com pertences meu, do meu marido e do Estêvão e ainda o carrinho de bebê do Estêvão.

Eu meu informei nos blogs de mães sobre como embarcar o carrinho e ainda descobri muitas dicas sobre viajar com bebê de avião, que facilitaram minha vida.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O voo foi longo, mas não tão cansativo como eu imaginava. Tivemos uma conexão em Atlanta e lá tomamos café-da-manhã na Starbucks e troquei a fralda do Estêvão.

O carrinho de bebê foi transportado no porão do avião, então nós o retirávamos a cada desembarque, na saída do avião. Isso foi uma facilidade. É imprescindível se certificar disso com a companhia aérea que você estará viajando.

Os aeroportos no exterior são imensos, parecidos com mega shopping centers, o carrinho de bebê se torna um item indispensável, principalmente para crianças de até 5 anos.

Levamos duas bolsas como bagagens de mão, uma do Estêvão e outra para mim e meu esposo.

A vantagem de viajar para Nova Iorque com bebê (vale para qualquer viagem com voos longos) é que você não precisa se preocupar com a alimentação do bebê caso ele tenha idade inferior a seis meses de idade.

O Estêvão tinha quatro quando viajamos, então não bebia nem água. Precisando acalmá-lo durante o voo ele era amamentado ou ainda usava a chupeta.

E a rotina do bebê?

Dias anteriores à viagem tentei introduzir frutas na alimentação do Estêvão, mas não tivemos sucesso.

O intestino dele estava ficando preso, e para eu não “perder tempo” com esta adaptação eu mesma decidi continuar com a amamentação exclusiva até os seis meses de idade dele.

O que foi benéfico para ele (receber o leite materno por mais tempo) e também para aproveitar nossa chance de viajar para Nova York com crianças (mesmo com um filho a tira colo)!

Infelizmente, a Cia Aérea do nosso voo não disponibilizava berço para bebês, e a solução foi criar um espécie de “berço” com os cobertores e travesseiros que estavam nas nossas poltronas e que havíamos levado na bolsa do Estêvão.

E a solução foi excelente! Estêvão dormiu a madrugada toda, como se tivesse em casa, no bercinho dele. Lembro-me que não havia trocador no banheiro do avião.

E então tive de improvisar e trocar a fralda do Estêvão no colo do meu esposo. Enfim, são muitos detalhes para se pensar quando se trata de viajar com bebê para Nova Iorque (ainda mais viagens longas como esta!)

O Hotel

Pesquisei vários hotéis, mas além da localização era imprescindível o hotel disponibilizar berço para bebês! E não achei na internet fontes confiáveis que me confirmavam isso.

Assim, fizemos um balanço total do valor da viagem e fomos na CVC e compramos lá nosso pacote, e escolhemos o hotel “The Court” da rede St. Giles , com a certeza do berço para o Estêvão dormir.

Eu simplesmente não conseguia dormir na mesma cama que meu filho. Eu tinha tanto receio de rolar em cima dele, que literalmente não dormia.

Viajar com bebê para Nova Iorque, assim como para qualquer destino, há a necessidade de adequarmos todo o estilo da viagem!

Viajar com bebê para Nova Iorque - Estêvão no conforto da cama gigante!

Estêvão no conforto da cama gigante!

Logo que desembarcamos, fomos fomos de taxi para o Hotel. Imediatamente improvisei um móvel para ser local onde eu ia trocar fralda do Estêvão (uma cômoda existente), closet para armazenar as bagagens e ainda ligar para solicitar o berço!

Entramos no quarto e ele ainda não estava lá! Passamos a primeira noite dividindo a cama king size (2,00 x 2,00 ) com o Estêvão.

Só levaram o berço no outro dia. Os banhos do Estêvão eram sempre de banheira, uma imensa banheira como a dos filmes.

Aliás eu aproveitava e tomava banho junto. Meu filho era um pacotinho perto do tamanho dela.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nosso hotel era localizado no coração de Nova Iorque, no bairro de Murray Hill, em Manhattan, ficando a 325 metros da Estação Grand Central (trem e metrô).

Mas nós nem planejamos utilizar trem ou metrô, já que eles não tinham elevadores e carregar carrinho de bebê para subir e descer até as estações subterrâneas não dá!

O edifício Empire State fica a 1,3 km deste hotel. A localização é formidável principalmente para almoço, pequenos lanches, restaurantes chineses e ainda fazer compras, já que marcas famosas como Apple, Tiffany & Co, H&M, Prada, Nike estão bem próximas.

A região da Time Square foi outro grande motivo deste hotel ter sido escolhido, já que lá é onde tudo acontece na cidade.

Grande parte das compras foram feitas exatamente nesta região. E curtir Nova York com crianças tem lá seus desafios né!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os passeios

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nossos passeios eram feitos à pé, e com o carrinho de bebê! Parávamos em alguma loja ou até parque para o Estêvão mamar ou trocar uma fralda.

E foi assim por uma semana. O único passeio que não foi realizado à pé, mas sim de ônibus, foi um tour que fizemos pela cidade (city tour). E dentro do ônibus é obrigatório fechar o carrinho de bebê. O Estêvão foi no meu colo.

O Central Park é muito grande, tamanho digno de um bairro. É um parque para realizar muitas funções, desde passear, se exercitar, caminhar até andar de charrete! O entorno dele nos lembra exatamente o que os filmes nos mostram.

E foi justamente passeando no Central Park que visitamos o Museu Americano de História Natural (maior museu de história natural do mundo). Neste museu encontra-se grande coleção de fósseis, incluindo de espécies de dinossauros.

Uma das maiores atrações são as coleções de esqueletos de dinossauros, com mais 30 milhões de fósseis e artefatos distribuídos em 42 salas de exibição.

Passeamos pela Staten Island e passamos bem perto da estátua da liberdade. O melhor é que o ferry boat para ir até esta ilha é gratuito, sem filas, sem confusão!

A Staten Island é um dos cinco distritos da cidade de Nova Iorque (os outros Brooklyn, Bronx, Queens e Manhattan). Staten Island é o distrito mais distante de Manhatan.

Viu só? Viajar com para Nova York com crianças ou com bebê tem seus desafios mas a diversão sempre supera! Consegui conhecer a estátua da liberdade!

Este slideshow necessita de JavaScript.

As compras

Compras para mim é sinônimo de passeios! E eu ficava simplesmente confusa em o que comprar, onde comprar e como comprar!

Além de roupas e brinquedos para o Estêvão, planejamos comprar algumas coisinhas para nós e para família!

É interessante planejar muito bem planejado o local e o momento das compras, caso contrário você corre o risco de comprar na primeira loja que encontrar e pode ficar mais caro!

Inicialmente, havíamos planejado apenas a compra do enxoval do Estêvão, e infelizmente, Nova Iorque não é o melhor lugar para compras infantil, Orlando é melhor!

Mas vamos lá, compramos assim mesmo muita coisa e que sairiam bem mais caras com certeza se comprássemos no Brasil. Compramos na Buy Buy Baby muitas roupas, utensílios e alguns brinquedos.

A praticidade do serviço de entrega é excelente. Aliás eu devia ter comprado tudo via internet e solicitado este tipo de entrega.

Na internet sempre tem mais opção que na loja física e eu fico muito, mas muito perdida quando estou na loja procurando aquela peça maravilhosa que vi na internet (e muito provavelmente só tem no site ). Dessa forma eu ainda teria tempo extra para passear na cidade.

As lojas

Na Toys r’us (Times Square) e Toys r ‘s express (loja pequena só para brinquedos dentro do Manhatan Mall) compramos brinquedos, roupas e outros utensílios.

Os mesmos brinquedos Fisher-Price tem um preço incrivelmente inferior nos Estados Unidos. A maioria das roupas que compramos para o Estêvão foram da marca Carter´s .

Compramos também uma cadeira de alimentação da Fisher-Price, e outros brinquedinhos da mesma marca como o laptop, livro eletrônico.

Passamos também pelo Manhattan Mall e compramos algumas roupas nas lojas JC Penney, algumas maquiagens hidratantes na Victoria Secret.

Mas a economia foi maior quando fomos na Century 21 . Este é um outlet recomendadíssimo por muitos blogs de viagens e compras. Encontramos jeans Levís, tênis Nike a preços muito baixos.

Eu de fato achei os preços muito bons, mas dizem ainda que Nova Iorque não é forte para compras (com preços baixos). Nova York com crianças não atrapalha em nada o momento das compras!

Aqui no Brasil foi febre as lojas de R$1,99 em uma determinada época. Em Nova Iorque, as lojas de $0,99 são muito famosas, mas com um grande diferencial: tudo lá é exatamente o valor que mencionam, $0,99.

E lá compramos até alimentos, vestuários (meias), brinquedos, Gadgets e etc. Óbvio que há alguns produtos que apresentam valor maior, mas grande parte têm o valor que pregam. Compramos utensílios para cozinha por este preço.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Alimentação

A hospedagem do nosso hotel, como a maioria dos hotéis americanos, não contemplava café-da-manhã. Com isso, todo dia tomávamos café na região, em pequenos cafés existentes nas proximidades do hotel, como o Scotty´s Diner.

O cardápio era panquecas americanas, waffle, ovos mexidos, café. Preciso admitir que não consegui comer ovos mexidos pela manhã. E tive saudades do nosso pão francês de todo dia! Meu esposo, bem o oposto de mim, consumia muita proteína logo cedo: ovos mexidos, salsichas e o que mais fosse típico da região.

O capuccino era uma delícia. E o muffin também! Aliás foi nesta época que conheci e experimentei o famoso bolo red velvet (massa vermelha). Viajar para Nova York com crianças e / ou bebê pode trazer algumas facilidades no quesito alimentação.

Quando viajamos, foi quase a mesma coisa que viajar só eu e meu marido, já que Estêvão nem participava das refeições conosco!

A vista do nosso quarto de hotel era para a 39 Deli , uma loja de conveniência com muita variedade de coisas, lá era possível encontrar até frutas!

Tomamos café-da-manhã algumas vezes lá também. O almoço era cada dia em algum restaurante da cidade, distante do hotel na maioria das vezes, já que os passeios aconteciam todos os dias.

Mas na região da Lexington Avenue com a E 39th st (próximo ao nosso hotel), tinha o Momosan Ramem e Sake , um restaurante de comida chinesa.

E a comida chinesa americana é bem diferente da que conhecemos no Brasil, é bem mais gostosa!

Viajar com bebê para Nova Iorque: comida chinesa

Pizzas e comidas estrangeiras como a mexicana (além da chinesa) são bastante comum em Nova Iorque.

O que mais me chamou a atenção nas pizzas foram os sabores exóticos como o de espinafre. Eu simplesmente gostei muito desta pizza. Há um tipo de farmácia em Nova Iorque que mais se parece com um supermercado.

É a rede Duane Reade (atualmente pertencente às farmácias Walgreens). Esta rede de farmácia são tão grandes que em alguns prédio tem dois pavimentos e vende-se de tudo: papelaria, alimentos, produtos de higiene e limpeza e até frutas!

Isso sem mencionar os remédios e cosméticos né. Comprei uma laranja nesta rede. Laranja tão bonita, amarela como nunca tinha visto. Mas com um sabor péssimo!

Viajar com bebê para nova York: vale a pena?

Inicialmente, todos a minha volta consideravam uma loucura viajar para Nova York com crianças, e no meu caso, com bebê, de avião, e por um período tão longo!

Os canais de maternidade como Babycenter me ajudaram demais a tirar dúvidas respeito. Como mencionei acima, ajudaram até a verificar como o carrinho de bebê seria embarcado.

Eu era muito ciumenta com o carrinho, confesso! Eu ficava receosa de simplesmente jogarem ele no porão do avião e depois me entregarem danificado.

Atualmente, Estêvão é um menino de 4 anos. E caso eu tivesse um segundo filho, com dinheiro em mãos viajaria sem pensar para o exterior.

A fase de amamentação é a fase mais tranquila, porque além de não se preocupar em preparar o alimento do bebê, ele também está menos suscetível à ficar doente, já que a imunidade fornecida pelo leite materno é incomparável! Mas a idade do Estêvão favorece passeios em Orlando, na Disney!

Descubra como registrar suas viagens através dos mapas interativos, clicando aqui!

Prepare-se para uma viagem para os Estados Unidos primeiramente tirando o passaporte e o visto seu e do seu filho!

Descubra um roteiro compacto de viagem para Nova York.

Curtiu ? Já este em Nova York com crianças? Como foi a viagem? Conte nos comentários! E compartilhe dicas conosco!

Inscreva-se AGORA para receber boletins, brindes e descontos exclusivos!

Hellen Xavier Manso

Sou a Hellen, esposa, mãe do Estêvão de 6 anos, dona-de-casa, arquiteta de formação e blogueira por paixão. O blog "integralmente Mãe" nasceu assim que fui demitida (após ser mãe)!! E meu objetivo é gerar conhecimentos através do marketing digital para instigar você a viver com mais liberdade! Liberdade que se traduz em viver a maternidade sem culpa, a conquistar uma vida profissional de sucesso e livre de estereótipos e muito mais! Vem comigo!

Website: https://www.integralmentemae.com

    5 Comentários

    1. Pingback: Paula Brasil: minha amiga viajante e seu amor por NYC | Michellândia

    2. Pingback: Viajar com trigêmeas - Conto como que foi esta loucura!

    3. Pingback: Carregador de bebê. Qual é o melhor? Sling ou canguru?

    4. Pingback: Como importar roupa infantil dos EUA pagando preço de fábrica!

    5. Pingback: Atividades para crianças nas férias escolares em casa!

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.