Como educar filhos sem gritar. É possível? SIM, e através da disciplina positiva!

Sem gritar?

Educar filhos sem gritar! Isso se tornou uma meta para mim. Ainda mais considerando que venho de uma família que tem o tom de voz alto por natureza.

Mas sabe aquela sensação de que definitivamente, seu filho não te escuta? Pois é, eu também tenho isso! Mas sabe, acho que estamos enganadas!

E neste artigo vamos juntas, ver a possibilidade de educar filhos sem gritar. São dicas contadas por Mirakilane, em seu blog de mesmo nome (traduzidos e adaptados por mim), embasadas na disciplina positiva, confira só!

EDUCAR FILHOS ATRAVÉS DA CRIAÇÃO COM APEGO!

educar filhos sem gritar

Por que a Disciplina Positiva?

Dentro da disciplina positiva vemos que é fundamental educar filhos mantendo a calma e o respeito por eles. E ao mesmo tempo, muitas regras de conduta devem ser aplicadas.

Veja bem, não estou falando de punição. As técnicas da disciplina positiva são projetadas para ensinar, modelar e incentivar o comportamento positivo.

Ensinar e reformar o bom comportamento não exige que o você ignore o mau comportamento. Ao contrário, a disciplina positiva é projetada para aprofundar e ensinar as crianças a lidar com as situações de maneira adequada.

E ainda fornecer ferramentas necessárias para corrigir por si próprias as más escolhas e comportamentos.

RESUMINDO: a disciplina positiva envolve que você estabeleça limites razoáveis para seu filho. E ainda que você o oriente a permanecer dentro deles. E a parte mais importante (talvez complexa), que você também ensine-os a lidar com situações quando não o fazem.

Educar filhos sem gritar : para pais e mães

Seja claro sobre regras e expectativas. 

Quando se trata de aprender a educar filhos sem gritar, uma das melhores dicas é descrever claramente as regras que você possui para que a criança saiba exatamente o que se espera dela.

Então, imponha consequências lógicas quando essas regras não são seguidas. Quanto mais fáceis são as regras e quanto mais consistentes você as reforça, mais fácil é para seus filhos atenderem às suas expectativas.

 As programações visuais são uma ótima ferramenta para crianças mais jovens e / ou aquelas que necessitam de orientações extras ao longo do dia.

Limite suas reações. 

Quando seu filho se comportar mal, lembre-se de fazer uma pausa de 5 minutos antes de reagir. Certifique-se de que seu filho esteja em um local seguro e, em seguida, retire-se da situação e respire fundo algumas vezes.

Pense na situação que ocorreu e sua reação a ela. Seu filho está legitimamente se comportando mal ou está se sentindo sobrecarregado? Você está distraído? 

O comportamento dele ou dela é simplesmente um pedido de atenção? Seu filho a deixou com raiva ou algo mais o aborreceu? Atacar o seu filho resolverá outra coisa senão a sua necessidade de liberar sua raiva?

Você também precisa estar calma e relaxada para colocar as coisas na perspectiva de seu filho, e finalmente reagir adequadamente.

Pense antes de falar

educar filhos sem gritar (1)

 Outra ótima dica calma para os pais é permanecer em silêncio. O problema de reagir no momento é que costumamos dizer coisas que não podemos retomar mais tarde. 

Podemos concordar com as coisas que nosso filho está pedindo simplesmente para manter a paz, ameaçar punições que não se alinham com o comportamento do filho ou dizer coisas ruins como uma maneira de aliviar nossa raiva.

Mas se fizermos uma escolha consciente, não para falar até que possamos pensar racionalmente, todos ficarão melhor. Você não reforçará negativamente o comportamento do seu filho e evitará sentimentos desnecessários de culpa posteriormente.

Fique calmo

Faça algo relaxante e calmante naqueles dias em que seu filho realmente aperta os botões e uma respiração de 5 minutos não é suficiente para levá-lo de volta a um lugar zen.

EDUCAR-FILHOS-SEM-GRITAR-3

Só assim você vai conseguir discutir a situação racionalmente. Permita-se tirar um tempo para fazer algo calmante.

Medite, escreva seus sentimentos em um diário, ligue para um amigo, faça exercícios, organize um armário, dê uma volta de carro ou encontre outra saída para expulsar a energia negativa que está sentindo.

Não tenha dúvida, você precisa estar calmo para lidar com seu filho! Não vai querer medir forças com ele né? Se estiver cansado, certamente há grandes chances disso acontecer.

Discutir

Depois que uma situação difícil tiver passado e todos voltarem a um estado de calma, faça questão de se sentar e conversar com seu filho. 

Lembre-se de que não é hora de disciplinar ou envergonhar seu filho – é hora de trabalhar juntos para descobrir o que causou o comportamento. Primeiramente,deve-se discutir como vocês lidarão com a situação e encontrar soluções para o problema futuro. 

Aconteceu alguma coisa na escola que perturbou seu filho? Ele ou ela precisa de mais tempo individual com você? Seu filho está nervoso com um próximo evento? 

Quanto mais aberto e honesto você estiver na discussão, mais confortável o seu filho estará em admitir a razão por trás de seu comportamento.

Comece de novo

Não importa o quanto você tente adotar técnicas de disciplina positiva em sua busca para descobrir como educar filhos sem gritar. Ainda haverá dias que você vai perder a calma.

Tudo faz parte de ser humano, mas a maneira como você responde a essas situações pode ter um impacto duradouro em seu filho, portanto, tome cuidado.

 Quando as grandes emoções estiverem fora do caminho, sugira que vocês dois sigam caminhos separados por alguns minutos e tente novamente. 

Se o seu filho tiver um comportamento inadequado, dê a ele a chance de fazer um recomeço. Se vocês dois estão de mau humor depois de um dia agitado e avassalador, você pode até sugerir voltar para suas respectivas camas por alguns minutos.

E que tal reiniciar tudo? Levantar e cumprimentar um ao outro como se fosse um dia completamente novo.  Não tenha medo de tornar esse exercício bobo e divertido.

Técnicas pontuais que funcionam

Use um gráfico ABC. 

Você já ouviu falar do modelo Iceberg? É bem fascinante. De acordo com essa teoria, os maus comportamentos que vemos em nossos filhos são apenas a “ponta” de um iceberg muito maior. 

E como apenas cerca de 10% de um iceberg é visível a olho nu, teoriza-se que os condutores do comportamento de nossos filhos vivem abaixo da superfície e que precisamos encontrar uma maneira de ver e entender esses condutores antes que as mudanças ocorram.

Um ABC, ou Gráfico de conseqüências de comportamento antecedente, é uma técnica da disciplina positiva fabulosa que você pode usar para rastrear as coisas que ocorrem antes e depois de certos comportamentos. 

Fazer um esforço consciente para aprofundar o ‘iceberg’ dos comportamentos de seu filho pode mudar a vida de quem decide como disciplinar uma criança sem gritar. 

Sempre que ocorrer um comportamento indesejado, anote os ABCs desse comportamento específico:

Antecedente:  os eventos que ocorreram antes do comportamento acontecer.
Comportamento:  a resposta do seu filho ao antecedente.
Consequência:  O que aconteceu após o comportamento para incentivar / impedir uma repetição da situação.

A ideia é rastrear o mesmo comportamento várias vezes para determinar se há alguma consistência e, em seguida, formular um plano para alterar o antecedente e / ou conseqüência para garantir que o mau comportamento pare de acontecer. 

Você também pode usar esta ferramenta para determinar se o antecedente e / ou conseqüência está fora de controle do seu filho (por exemplo, doença, fome, sono ruim etc.) ou se o seu filho está apenas sendo criança e agindo.

As regras da casa. 

Quando se trata de técnicas de disciplina positivas, o desenvolvimento de um conjunto de ‘Regras da Casa’ nas quais você define claramente as regras pelas quais deseja que sua casa seja governada pode mudar a vida de toda a família.

EDUCAR-FILHOS-SEM-GRITAR-4

Passe algum tempo discutindo os comportamentos com os quais seu filho mais luta e, em seguida, monte uma lista de regras que você espera que ele cumpra todos os dias.

Mantenha a lista relativamente curta (procure por 5 a 10 itens), concentre-se nos comportamentos com os quais seu filho luta, use linguagem básica e verifique se as regras que você está tentando aplicar são realistas. Os exemplos podem incluir:

  • Eu uso uma voz calma
  • Eu mantenho minhas mãos e pés comigo (sem brigar)
  • Eu digo ‘por favor’ e ‘obrigado’
  • Eu limpo minhas próprias bagunças
  • Eu não interrompo quando alguém está falando

Mantenha a lista em algum lugar visível para o seu filho e revise-a com frequência.

Se você o encontrar lutando para seguir as regras estabelecidas, considere transformá-lo em um gráfico de recompensas. Nele seu filho recebe uma pequena recompensa por seguir com êxito uma determinado número de regras por dia.

Use reforço positivo sobre negativo. 

Reforço positivo sobre o negativo é o ato de recompensar uma criança quando ela completo o comportamento desejado como forma de aumentar a probabilidade de que ela repetirá o comportamento novamente.

Isso tem gerado grande polêmica e controvérsia atualmente. Entretanto há pesquisas que esta técnica de fato funciona.

Ser consistente

Se você ainda não descobriu, a consistência é fundamental no processo de educar filhos. Quando você cumprir o que diz, seu filho logo aprenderá que as regras e expectativas que você estabelece não estão sendo negociadas. 

Pode ser muito tentador ceder quando você está no calor do momento, mas quanto mais consistente você for, mais bem sucedido seu filho será.

Ofereça escolhas

Outra técnicas é aumentar o nível de controle percebido de uma criança, oferecendo opções. Essa estratégia pode ser usada nas refeições, durante as tarefas domésticas e na sala de aula. 

Ao capacitar uma criança a tomar suas próprias decisões por meio de uma estratégia de escolha, ela se sentirá respeitada e mais motivada a participar, resultando em menos lutas pelo poder e explosões explosivas.

Rotina previsível

Não é segredo que as crianças seguem uma rotina. Os pais costumam reclamar que seus filhos se comportam mais nos fins de semana e nas férias escolares. Todavia poucos percebem que a falta de estrutura e consistência é a causa dessas mudanças comportamentais.

Criar um cronograma diário e cumpri-lo, ajudará seu filho a se sentir mais no controle das situações. E também o preparará para o sucesso a longo prazo, demonstrando habilidades apropriadas de organização e gerenciamento de tempo. 

Você precisa ter consistência e seguir a rotina para ver os benefícios. Pois estes acontecem a longo prazo.

Consequências naturais e lógicas. 

Diferentemente da punição, que visa fazer a criança sofrer retaliação por comportamento inadequado, as consequências oferecem uma oportunidade para a criança aprender com seus erros. 

O problema está em como os pais usam as conseqüências. Normalmente eles não as implementam de imediato, logo a consequência não corresponde ao comportamento e os pais a usam como uma maneira de envergonhar a criança. 

Educar filhos não é fácil. Precisamos estar calmos e serenos a maior parte do tempo! Lembra das dicas para os pais?

Entretanto, uma opção muito melhor é usar consequências naturais e logicas. Consequências naturais são aquelas que ocorrem inevitavelmente como resultado de comportamentos ou ações de uma criança (por exemplo, se uma criança se recusar a comer, ela sentirá fome).

E consequências lógicas são projetadas para ajudar as crianças a substituir comportamentos ruins por comportamentos mais adequados. Por exemplo, se uma criança não passa no teste, é necessário que ela gaste mais tempo estudando. 

As consequências naturais tendem a ser mais eficazes. Entretanto, como nem sempre ocorrem como resultado de comportamentos inadequados, as consequências lógicas são uma excelente opção. 

Tempo com seu filho

Quando se trata de descobrir como educar filhos sem gritar, a dica mais surpreendente, e eficaz é esta: passe mais tempo de qualidade com seu filho.

VEJA COMO PASSAR MAIS TEMPO DE QUALIDADE COM SEU FILHO!

educar-filhos-sem-gritar-2

Lembre-se de que passar um tempo de qualidade juntos não precisa ser um evento complexo, no qual você tenta recriar artesanato que vê no Pinterest.

O tempo só precisa ser deliberado e intencional. Desligue o computador, guarde o smartphone e dê a seu filho a atenção total que ele deseja (e merece!). 

Jogue um jogo, leia um livro, saia para tomar sorvete ou apenas sente-se e converse por 20 minutos.

Vamos colocar em prática estas dicas? Vou confessar que é uma luta diária por aqui! Conte pra mim nos comentários sua experiência!

Inscreva-se AGORA para receber boletins, brindes e descontos exclusivos!

Hellen Xavier Manso

Sou a Hellen, esposa, mãe do Estêvão de 5 anos, dona-de-casa, arquiteta de formação e blogueira por paixão. O blog "integralmente Mãe" nasceu assim que fui demitida (após ser mãe) e neste momento me descobri empreendedora digital e o blog "Integralmente Mãe" nasceu! Desde então, eu busco influenciar as mamães a optarem por melhores escolhas no exercício da maternidade. E ainda a empreenderem em casa ou em qualquer lugar! Por que é somente com esta liberdade que conseguiremos curtir de verdade nossa família e filhos!

Website: https://www.integralmentemae.com

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.