COVID em crianças é grave? O que os pais precisam saber sobre a doença?

O COVID-19 é uma doença que tem afetado a maior parte da população mundial, causando problemas sérios de saúde em decorrência do vírus e, em muitos casos, até mesmo a morte.

Acredita-se que o vírus tenha maior influência entre adultos e idosos, no entanto, as crianças também podem contrair a doença e sofre com suas complicações.

Confira aqui neste artigo se o COVID em crianças é grave e o que os pais precisam saber sobre a doença.

COVID em crianças é grave?

A pandemia afetou o desenvolvimento de muitas crianças de várias maneiras. Agora, um estudo publicado na revista Jama Pediatrics recapitula como a doença atinge os menores e o real risco desse grupo.

De acordo com estudos, as crianças parecem experimentar o covid-19 com menos frequência e gravidade do que os adultos, embora também possam ficar muito doentes devido às complicações e consequências causadas pelo vírus.

Por isso, a manutenção de medidas básicas de prevenção é essencial, pois essas recomendações funcionam e não podem ser esquecidas ou abandonadas.

COVID-EM-CRIANCAS-3

As crianças podem contrair o COVID-19 por meio de familiares e outros contatos próximos, como amigos e professores na escola e em atividades esportivas.

O trabalho destaca que, à medida que as crianças crescem, o risco de adoecerem o suficiente para serem hospitalizadas é maior, embora recém-nascidos e bebês também corram maior risco.

 No entanto, o risco de morte em crianças é muito menor do que em adultos, mas isso não significa que o pior não aconteça, principalmente, se a criança tiver problemas de saúde como os respiratórios.

As pesquisas mostram que as crianças com certas condições subjacentes têm um risco maior de COVID-19 grave, como obesidade, asma, distúrbios neurológicos, doenças cardíacas ou imunológicas, entre outras.


MAIS SOBRE O ASSUNTO:

VEJA OS IMPACTOS DA PANDEMIA PARA AS MÃES

A DURA REALIDADE DAS MÃES QUE TRABALHAM EM CASA (OU FORA DELA) DURANTE A PANDEMIA

10 COISAS PARA COMBATER A ANSIEDADE NESTA PANDEMIA AGORA MESMO!

4 TIPOS DE MÃES NAS AULAS ONLINE : QUEM É VOCÊ?


A maneira mais importante de prevenir covid-19 é evitar a infecção. Todos os familiares devem seguir as recomendações fundamentais para evitar que as crianças sejam infectadas: manter uma distância mínima de quase dois metros dos demais; usar uma máscara quando sair de casa; e lave as mãos frequentemente com água e sabão por mais de 20 segundos, evitando tocar seus olhos, nariz e boca com as mãos sujas.

COVID-EM-CRIANCAS-2

Da mesma forma, é necessário evitar espaços fechados com pouca ventilação; lugares lotados com muitas pessoas por perto; e local de contato próximo como conversa de curta distância.

Confira também: Ensaio de bebê recém-nascido – Ideias para registrar os melhores momentos do seu pequeno

O que os pais podem fazer para ajudar a evitar que os filhos sejam contaminados e entretê-los na pandemia?

Os pais devem permanecer vigilantes ao cuidar de seus filhos por meio do distanciamento social e do uso de máscaras. “Embora seja fácil tornar-se complacente, é sempre importante ser firme com as crianças para a segurança delas e de sua família.”

O estudo sugere que os pais devem equilibrar a obrigação de manter seus filhos seguros com suas necessidades de aprender e socializar com seus colegas.

Se você tem filhos ou menor sob seus cuidados, leve em consideração estas dicas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para protegê-los do corona vírus (COVID-19), tanto no campo da saúde quanto em relação ao estresse psicológico que pode fazer com que viva em uma pandemia.

covid-criancas-s

Para evitar doenças

  • Ensine seu filho a lavar as mãos frequentemente por 20 segundos com água e sabão, fazendo espuma. O objetivo é torná-lo um hábito ao longo do tempo, e, ainda ele pode se divertir.
  • Instrua-o a cobrir a boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou com um pedaço de papel ao tossir ou espirrar e jogar fora em uma lata de lixo fechada.
  • Evite o contato direto com uma pessoa com sintomas ou que esteja resfriada.
  • Se você tiver sintomas do corona vírus, vá até um consultório para descobrir se você precisa ser testado.

Mães que têm ou suspeitam de COVID-19 que precisam amamentar:

COVID-EM-CRIANCAS
  • Use uma máscara quando estiver perto de seu bebê.
  • Lave as mãos antes e depois do contato com a criança. Isso inclui após a amamentação.
  • Limpe e desinfete as superfícies contaminadas.

Se você se sentir muito fraco por causa da doença:

Peça a alguém para extrair seu leite materno e dar ao seu filho em um copo ou mamadeira limpa. Essa pessoa deve seguir todas as medidas para evitar a infecção da criança.

E ainda, há grandes chance de o leite materno de mães vacinadas produzirem anticorpos do covid, isso conforme pesquisas relatadas aqui.

Como posso explicar a pandemia para crianças e entretê-las em um momento como este?

Estas dicas irão ajudá-lo no atendimento psicológico de seu filho ou menor de 6 anos sob seus cuidados. Lembre-se de que eles respondem ao estresse de diferentes maneiras, como ficar mais nervoso, assustado, retraído, entre outros. Por isso:

Se ele lhe perguntar sobre a doença, proteja suas emoções dizendo-lhe os cuidados que ele deve ter, mas sem assustá-lo e de uma forma que ele entenda. Você pode usar histórias para que ele aprenda de uma forma divertida.

Impeça que ele veja ou ouça notícias que tornem a doença sensacionalista. Mesmo que seja um relatório com o tratamento adequado, é aconselhável evitá-lo, pois pode criar alarme e nervosismo.

covid-criancas-ss
  • Fale com ele sobre suas emoções.
  • Mantenha rotinas e programações regulares tanto quanto possível.
  • Em tempos difíceis, a criança precisa de amor.
  • Evite falar sobre a doença na frente dele com muita frequência.
  • Não transmita mensagens que afetem sua sensibilidade. Exemplo: “Se um adulto mais velho começar a tossir, ele pode morrer”.
  • Faça chamadas de vídeo com os coleguinhas do seu filho quando possível para que ele não se sinta sozinho e mantenha o contato com seus amigos.
  • Separe ao menos 1 hora do dia para fazerem atividades divertidas juntos, como exemplo, uma receita de brownie, suco, fazer quebra-cabeça, jogar bola no quintal, brincar de desenhar, etc.

Essas são algumas dicas simples que podem ajudar a passar por esse momento com um pouco de tranquilidade, além de proteger o seu pequeno.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.