Como lidar com a febre infantil: o que ela significa e quando se preocupar

A febre é bastante comum em crianças, sobretudo na primeira infância. Com a prática, é comum as mamães descobrir ou desconfiar de um possível febre apenas de tocar a criança.

A febre é sintoma de alguma infecção viral (respiratórias, otites, amigdalite e pneumonias) ou ainda inflamação. Ela é apenas um aviso de algo no organismo da criança não vai bem. Como lidar com a febre infantil é objetivo deste artigo.

Veja também: TUDO QUE UMA MAMÃE DE PRIMEIRA VIAGEM PRECISA SABER!

Como lidar com a febre infantil?

Considera-se efetivamente com febre com temperatura confirmada (termômetro embaixo do braço) acima de 37,5°C graus Celsius centigrados. Entre 37°C e 37,5°C é considerado febril.

Mais importante que a temperatura em si, é considerar o comportamento da criança e a idade dela. Se ela estiver com 38°graus de febre, mas estiver comendo bem, brincando tranquilamente como sempre, há menos razão para preocupação. Em contrapartida, se a criança estiver com 37,5° graus junto com muito choro, prostração e comportamento diferente do habitual.

como-lidar-com-a-febre-infantil

Sempre procure o médico se a criança apresentar comportamento diferente do habitual, mudança de humor, choros, sem interesse em comer ou mamar e acompanhado de febre ou febril. Mas atenção:

Segundo Babycenter Brasil, Se seu filho tem menos de 3 meses e está com a temperatura acima de 37,8° C graus, desagasalhe-o um pouco, espere meia hora e meça de novo a febre.

Se a temperatura continuar acima de 37,8° C graus, procure o médico ou um serviço de saúde o quanto antes.

E ainda no caso de bebês de menos de 1 mês, qualquer febre deve ser avaliada imediatamente pelo pediatra, que provavelmente pedirá exames de laboratório para descartar a possibilidade de uma infecção bacteriana.

Para bebês acima de 3 meses, observe seu filho por 48 horas se ele tiver febre, e procure o médico depois disso. Mas busque ajuda imediatamente se ele estiver prostrado demais, ou com dificuldade de respirar. 

Em caso de febres acima de 39°C graus, é imprescindível falar com o médico antes de 48 horas.

E ainda se for a primeira febre do bebê, vale procurar o pediatra mesmo assim. Isso porque somente ele saberá como lidar com a febre infantil e ainda esperar a infecção / inflamação aparecer (após alguns dias ou horas de febre) para medicar é o médico.

Como baixar a febre do bebê?

É bom recordar que só devemos tomar providências quanto à baixar a temperatura da febre, quando esta estiver acima de 37,5° C.

Há vários antitérmicos, e o recomendado para bebês acima de 3 meses de idade é o paracetamol. Aumente a quantidade de ingestão de líquidos. Já que a criança com febre pode ficar desidratada somente pela transpiração, mesmo que não apresente diarreia ou vômitos.

Há a opção de banho morno, que pode ser dado cerca de 40 min após o antitérmico. Mas o banho não imprescindível, só dê se achar viável e que seu filho ficará melhor assim.

Por que a febre aparece?

A febre aparece para indicar que o organismo está combatendo algum tipo de infecção.

Os macrófagos são células que patrulha o corpo e sempre combatem alguma infecção. E quando encontram algo estranho (vírus, bactéria ou fungos) eliminam o maior número que conseguem. Mas ao mesmo tempo pedem ajuda, enviando sinais para o cérebro elevar a temperatura do corpo.

Só o aumento de temperatura já é capaz de matar alguns tipos de bactérias. O processo de elevação de temperatura faz parte do processo natural de combate a infecção, e isso não é prejudicial ao ser humano.

E não devemos literalmente avaliar meios de como lidar com a febre infantil, e sim lidar com a infecção que virá junto com ela.

Você conhece um remédio natural para combater os “sintomas” dos nascimentos dos primeiros dentes do bebê?

O que é a convulsão febril?

Convulsão febril é quando a temperatura da criança sobre muito rápido e a criança fica pálida, os músculos ficam rígidos, faz movimentos estranhos e as vezes perde a consciência.

Apesar de assustar bastante, não costuma deixar sequela. Caso isso aconteça com seu filho, não precisa segurar a língua dele, apenas tire da boca dele chupeta ou alimentos.

como-lidar-com-a-febre-infantil-1

Não o segure, mas tente mantê-lo com a cabeça de lado para evitar que ele se engasgue com a saliva e secreções. Normalmente essas crises duram cerca de 20 segundos. E este dado ajuda bastante na avaliação médica, se puder verifique no relógio esta informação.

Se após quatro minutos a convulsão não cessar, a criança deve ser levada para o pronto-socorro. Estes episódios podem acontecer em crianças de 6 meses a 6 anos de idade. Entretanto são comuns em crianças em crianças com idade inferior a 2 anos.

Você sabe agir quando seu filho está com febre? Conte para nós nos comentários! Vamos conversar!

SEJA BEM VINDA AO MELHOR MOMENTO DA SUA VIDA! ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

Hellen Xavier Manso

Sou a Hellen, esposa, mãe do Estêvão de 5 anos, dona-de-casa, arquiteta de formação e blogueira por paixão. O blog "integralmente Mãe" nasceu assim que fui demitida (após ser mãe) e neste momento me descobri empreendedora digital e o blog "Integralmente Mãe" nasceu! Desde então, eu busco influenciar as mamães a optarem por melhores escolhas no exercício da maternidade. E ainda a empreenderem em casa ou em qualquer lugar! Por que é somente com esta liberdade que conseguiremos curtir de verdade nossa família e filhos!

Website: https://www.integralmentemae.com

    1 Comentário

    1. Pingback: 10 dicas para proporcionar um sono infantil adequado e de qualidade (pra família toda!)

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.