Amamentação: Meu filho dormia a noite toda. E eu nem sempre. Por quê?

Amamentação : dormir a noite toda?

Não dei tanta importância para a amamentação antes do Estêvão nascer. Digamos que esperei os problemas e dificuldades surgirem para buscar ajuda e soluções. Ainda bem que mesmo tendo agido assim, não perdi tempo e consegui êxito em solucionar os problemas, como uns que descrevi em um post anterior. Enquanto todas mamães reclamavam de não poder dormir, por ter de acordar para amamentar, eu vivia uma situação inusitada!

Meu filho dormia a noite toda, mas…

Estêvão foi um bebê muito calmo e dorminhoco. Eu dava um banho por volta das 22 h e o amamentava em seguida e logo ele dormia (com chupeta) até às 6h da manhã. Eu dormia também, mas instintivamente eu acordava pouco antes de meu filho acordar para esvaziar meu peito, de tão cheio de leite que estava. Daí eu vivia a contradição da maternidade: meu filho dormia a noite toda, mas mesmo com tempo para dormir, eu não conseguia!

Lembro-me de comprar as tais conchas ante empedramento. Elas foram muito úteis. Só que não se pode dormir com elas. Mas eu o fazia mesmo assim, já que não me adaptei aos protetores de seios convencionais (os bicos se machucaram e com os protetores as feridas não saravam, pois ficavam em contato com o sutiã e o próprio protetor).  Não façam como eu fiz! Com isso, as conchas enchiam de leite durante a noite (por isso não se pode dormir com elas), e eu tinha de dormir quase sentada pra não vazar leite. Ou ainda, levantar de madrugada para esvaziá-la.

Dormir?

Como se não bastasse o fim da gravidez sem conseguir dormir direito, o puerpério também foi bem semelhante. Infelizmente eu só segui o conselho de “durma enquanto seu bebê dorme” alguns meses depois após o nascimento do Estêvão. E com isso enfrentei toda tensão do pós-parto com sono, querendo dar conta de tudo e todos! Sinceramente tudo relacionado à amamentação só voltou a normalizar quando meu filho tinha uns 3 ou 4 meses. Parece que quando o bebê está com esta idade, a produção de leite é exatamente a quantidade que o bebê mama, precisa.

O corpo humano é mesmo incrível e se adapta facilmente em quaisquer situação ou circunstância. Creio que as mães se adaptam a ficar sem dormir durante o puerpério ou quem sabe até por mais tempo durante o exercício da maternidade.  Prova disso é que não é necessário pesquisa alguma para avaliar que o sono de uma mulher fica mais leve após o nascimento de seu bebê. Um simples chiado dele no quarto ao lado, é capaz de acordá-la!

Qual sua experiência com a amamentação? Algo inusitado? Conte nos comentários!

 

 

 

 

 

Inscreva-se AGORA para receber boletins, brindes e descontos exclusivos!

Hellen Xavier Manso

Sou a Hellen, esposa, mãe do Estêvão de 6 anos, dona-de-casa, arquiteta de formação e blogueira por paixão. O blog "integralmente Mãe" nasceu assim que fui demitida (após ser mãe)!! E meu objetivo é gerar conhecimentos através do marketing digital para instigar você a viver com mais liberdade! Liberdade que se traduz em viver a maternidade sem culpa, a conquistar uma vida profissional de sucesso e livre de estereótipos e muito mais! Vem comigo!

Website: https://www.integralmentemae.com

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.