Pular para o conteúdo

7 gatilhos + soluções que te fazeM uma Mãe brava e nervosa

mãe brava e nervosa

Por mais que você tente, permanece uma mãe brava nervosa grande maioria do tempo em que está com seu filho? Ou seja, o pouco tempo em que deveria ser de qualidade e agradável tem sido um caos para vocês dois? Então esse artigo é para você.

Calma, que você vai descobrir agora mesmo os gatilhos que causam isso e o melhor de tudo, como aliviar todo esse nervosismo que acarreta consequências terríveis a longo prazo para o relacionamento entre mãe e filho.

“Porque vivo nervosa na maior parte do tempo?”

Vamos descrever o que uma mãe nervosa faz e costuma agir com sua cria?

Essa mãe grita bastante, não consegue conversar amorosamente e pacientemente com seu filho. Em alguns momentos penso que ela se relaciona com a criança, imaginando no inconsciente que ele seja um adulto.

Mas calma que só porque me alguns momentos você age assim, não significa que você é assim. Isso Significa simplesmente que a frustração que você está sentindo sai como vômito de palavras sem que você queira.

Birra em adultos?

mae-brava-e-nervosa-1

Sim, você não leu errado! Continue para entender melhor pois é aí que entra o que chamamos de gatilhos.

Gatilhos são nada mais fatos que antecederam a sua reação com seu filho. O que provocou a sua raiva e nervosismo. E para começar vou te ajudar a descobrir quais são os seus gatilhos.

MAIS INFORMAÇÃO PARA VOCÊ SALVAR E LER DEPOIS:

Reserve um momento para analisar as circunstâncias da última vez que você gritou ou se sentiu derrotado por seu filho. Você estava cansado? Você foi privado de sono? teve um dia ruim?

Uma vez que você saiba quais são os seus gatilhos de raiva , tome medidas para resolver o problema central primeiro. 

Se você estiver se sentindo cansado ou com falta de sono – peça ao seu parceiro ou a um parente próximo para ajudá-lo para que você possa descansar um pouco, sentir-se revigorado e voltar novamente.

Todo mãe precisa de um tempo fora da maternidade. É natural ficar esgotada se você estiver tentando fazer tudo sozinha.

Vamos a um exemplo prático de descobrir os gatilhos ? Lembra quando seu filho tinha dois anos e tinha ataques de birra?

Os ataques de birra que ele tinha acontecia porque um gatilho era ativado. É clássico que toda criança (especialmente nessa idade) quando deixa de dormir fica chata, difícil de lidar não é?

Então esteja certa que a falta de dormir a quantidade certa foi para essa criança gatilho para que ela ficasse mal humorada posteriormente.

Pode parecer bobagem, mas a única diferença entre você e seu filho em situações de mal humor é que durante os ataques dele de birra ele não sabia falar.

mae-brava-e-nervosa-2

Mas a verdade é que este tipo de comportamento acontece até hoje com todos os adultos. Os bebês de dois anos se frustravam por não conseguir algo e tampouco sabiam dizer isso.

E você também se frustra por muitas coisas no seu dia a dia. A questão é que não temos tempo para analisar o real motivo disso, já que somos adultos não é mesmo (tom de ironia aqui!)

Mãe brava: Gatilhos comuns de raiva

1.Estresse

Como mãe, temos que conciliar muitas tarefas em casa e no trabalho. E se você tiver outros problemas na vida – seja em seu casamento ou se estiver enfrentando outras tragédias pessoais, tudo pode se somar. 

E as crianças geralmente são alvos fáceis para desabafar sua raiva. O fato de que eles têm suas necessidades e que eles chamam de “mãe” para cada um e tudo só aumenta a sua carga mental de trabalho.

Solução

Tire um tempo para você fazer atividades que você gosta. Imagine que você seja um copo. E quando você sente esse estresse e está a ponto de extravasar raiva nos outros e inclusive nas crianças, é porque o copo transbordou de tão cheio.

E uma forma de você equilibrar isso é tirar um tempo pra você. Seja para fazer as unhas, ir ao salão de beleza ou apenas assistir um filme que crianças não podem assistir e você estava desejando há um tempão.

2.levar tudo para o pessoal

Fazemos muito pelos outros em um dia. E dizer que a maternidade é um trabalho ingrato pode parecer verdade muitas vezes em um dia, que realmente é.

mae-brava-e-nervosa-3

Nós nos esforçamos muito para manter nosso espaço de vida apresentável ou pelo menos “vivível”. Como não ficar chateado quando os outros não fazem o mesmo esforço que nós, certo?

E às vezes as refeições que fazemos são totalmente rejeitadas porque não são as favoritas delas ou porque fizemos duas vezes seguidas. É fácil sentir raiva quando os filhos (ou parceiros) não apreciam nossos esforços. 

Outros cenários incluem quando as crianças não ouvem o que dizemos. Eles fazem exatamente o oposto porque querem exercer poder também.

Solução

mae-brava-e-nervosa-5

Quando você se ver nesta situação, aja com empatia. Falo muito sobre empatia porque é uma grande virtude ter e que vai nos ajudar muito na maternidade também.

Nossos filhos não são velhos ou emocionalmente maduros o suficiente para entender como nos sentimos ou por que fazemos o que fazemos. 

Mas bem poderíamos ser mais maduros emocionalmente, certo?

Se você pensar sobre isso, quando éramos crianças, não entenderíamos por que nossas mães queriam que mantivéssemos nosso quarto limpo. Ou não sabíamos por que tudo tinha que ser mantido em seu próprio lugar. 

Mas agora nós entendemos e nossos filhos não. Somente quando eles estão no nosso lugar, eles aprendem o esforço necessário para administrar uma casa, ganhar uma renda (se você estiver trabalhando) e criar filhos ao mesmo tempo.

Então, quando eles não fazem o que dizemos, é porque eles também são pessoas. E eles precisam sentir que têm escolhas e controle também. 

Além disso, eles podem estar tendo um dia ruim ou estão se sentindo carentes. Seja qual for o motivo, lembre-se constantemente de que eles são crianças. Eles não sabem o que você sabe.

Então, quando você sentir raiva pelo comportamento das crianças, crie o hábito de ver tudo da perspectiva delas também. Eu tento deixá-los fazer o que querem se uma batalha for muito desnecessária. 

mae-brava-e-nervosa-4

E estou deixando de lado a ideia de que as crianças devem me obedecer. Sim, quero que me escutem e respeitem minhas exigências. Porque eu sei que eles não têm idade suficiente para saber o que é bom ou ruim para eles.

Mas, ao mesmo tempo, tento entender que tudo não é sobre mim. Eles têm o direito de ter suas próprias opiniões e reações impulsivas. 

3.ser controladora

Quando você é uma mãe controladora, você quer tudo do seu jeito. Você quer que todos façam o que você diz porque pode parecer inseguro para você quando as coisas não saem como você planeja.

Sua ansiedade aumenta, você se sente estressado e está com raiva de seus filhos por não ouvirem você.

O problema de ser uma pessoa controladora é que ela tem medo do desconhecido. Você está tão preocupada com tantas coisas dando errado e como lidar com todas elas.

E em vez de se manter confiante e preparada para o desconhecido, tenta evitar que o desconhecido aconteça, o que é impossível. Muitas vezes, isso pode parecer raiva ou medo.

Pessoas controladoras geralmente dão instruções às pessoas ao seu redor . Então, se somos muito controladores e nossos filhos não seguem nossas instruções, ficamos com raiva. Como é mais fácil controlar as crianças do que os adultos, tentamos exercer controle sobre elas. 

mae-brava-e-nervosa-6

O problema de ser controlador é que outras pessoas achariam difícil viver com maníacos por controle.

Não podemos deixar as crianças fazerem bagunça e fazerem suas coisas do seu jeito imperfeito, o que também é necessário para que elas aprendam. 

E imagine estar recebendo orientações e instruções constantes sobre o que fazer todos os dias!

É frustrante e cansativo ter que tentar corresponder às expectativas dos outros, certo? Não há espaço para erros e você quase nunca pode satisfazer um maníaco por controle. 

Solução

Não foque a sua vida apenas nas crianças. Outra vez você precisa dedicar um tempo para você. Isso com certeza vai contribuir para que tenha uma vida mais leve controle menos as crianças.

4.Suar com pequenas coisas

Então, mamães, na hora de escolher suas batalhas, tomem cuidado. Se você está escolhendo batalhas, que seja uma batalha digna.

Por exemplo, se sua filha quiser usar o vestido vermelho em vez do azul, deixe-a usar. Se eles não quiserem usar a jaqueta mesmo com frio, não deixe que isso afete você. Deixe-os aprender com a consequência natural. 

Pare de tentar se preocupar demais com seus fracassos ou consequências quando eles fazem as coisas do jeito deles. Pode nos fazer levar as coisas para o lado pessoal e ficar com raiva. 

Examine a si mesmo quando ficar com raiva. Se as coisas que o desencadeiam são pequenas coisas, aprenda a deixar ir. Sua saúde mental vale muito a pena.

mae-brava-e-nervosa-7

Solução

Escolha as batalhas com sabedoria. Permita o que há algum tempo você tinha total controle e ainda, a tornava uma mãe brava e nervosa.

5.Trabalhando sem interrupções

Você não pode continuar se doando com um copo vazio. Tire um tempo para recarregar e abastecer seu tanque de energia.

É fácil cair na armadilha de trabalhar e depois esquecer de tirar um tempo para si mesmo. 

Eu sei que quando não tenho tempo para relaxar, me aborreço facilmente e costumo brigar com meus filhos. 

Solução

Pare de ficar com raiva de seus filhos, priorize ter tempo livre para si mesmo fazendo algo que você ama. E também, tente obter “tempo livre para crianças” pedindo ao seu cônjuge ou a outros membros da família para cuidar das crianças.

6. Expectativas altas demais

Outro gatilho para a raiva da mãe é ter altas expectativas em relação às crianças.

Solução

Se você seguir todas descritas acima, vai notar uma facilidade em levar uma maternidade mais leve, com expectativas mais equilibradas.

7.Não ter rotina 

As rotinas são responsáveis pelo equilíbrio que tanto buscamos. E se você não tem precisa buscar criar para você e para as crianças.

mae-brava-e-nervosa-8

Solução

Facilite sua vida criando uma rotina agora para seus filhos, pra você pra família toda. Exemplo básico de rotina é hora de refeições em família, hora de toma banho, de arrumar-se para a escola e etc.

Agora que você já sabe os 7 gatilhos que a tornam uma mãe brava e nervosa, coloque em prática as soluções descritas neste artigo também. Sua Família vai agradecer. Compartilhe com as mães amigas, um abraço.

LEIA TAMBÉM

Rotina Infantil: a importância dela na sua vida e na do seu filho

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: